Segunda, 23.Jul.2018



Por Welder Ban

Câmara de Monte Alegre encerra ano com polêmica em sessão e balanço positivo das contas

Welder Ban | Panorama Político


21/12/2017 10:46
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

EMPRÉSTIMO NEGADO

Os vereadores votaram a LOA (Lei Orçamentária Anual) e deram 80% para a prefeita trabalhar livremente no ano 2018. No entanto, dentro da mesma lei existiam artigos que fariam com que a prefeita contraísse empréstimos e realizasse convênios que poderiam comprometer futuramente as finanças do município.

Não obstante, houve a apresentação de uma emenda e os parlamentares suprimiram o dispositivo da lei. Sendo assim, a prefeita não poderá solicitar o empréstimo que estava pretendendo no ano de 2018.

NOVO REGIMENTO

O vereador Henrique pediu vista durante a análise do novo regimento interno da Casa depois que os vereadores Júnior Farias, Betinho, Geninho e Sérgio foram contrários, segundo informações Câmara. O presidente Acrísio fez questão de destacar que a Câmara necessita urgente de um novo regimento para colocar à disposição da sociedade as novas leis, e lamentou a orientação contrária dos colegas.

SANTO DO PAU-OCO 1

A última sessão foi marcada também pelos os pronunciamentos em que é preciso ter muita paciência para acompanhar. Sabe-se que o parlamentar Betinho usou a tribuna para questionar o vereador BIBIA qual ação dele que prejudicou a população.

Até aí tudo bem, mas os munícipes presentes não entenderam quando Betinho fez referência ao jargão santinhos de pau-oco. “O senhor me incentivou hoje. Eu tava pensando em sair disso, mas agora eu sou pré-candidato em 2020. [...]porque aqui parece que parece que é um querendo meter a faca no outro, querendo dar uma de santinho. Não tem nenhum santinho aqui, são tudo santinho do pau-oco”, disse Betinho.

SANTO DO PAU-OCO 2

Este jornalista desmistificou o “santinho do pau-oco” e, ora bolas, não é nada agradável usar para fazer referência a todos os parlamentares. Pela expressão, Betinho quis dizer que todos os colegas da Casa são falsos ou hipócritas ou que os vereadores vivem de aparência, que se mostram ser o que não são.

E com relação ao “meter a faca no outro”, o vereador quis afirmar que na câmara há sempre aquele que quer explorar ou se aproveitar de alguém para tirar alguma vantagem.

BALANÇO ANUAL

O presidente da Câmara, Acrísio Pereira, ainda aproveitou a sessão para realizar a prestação de Contas Anual e iniciou fazendo um balanço legislativo: 76 Sessões Ordinárias, 03 Sessões Extraordinárias, 03 Sessões Solenes.10 Sessões da Comissão de Finanças, Orçamento, Obras e Serviços Públicos.

Foram 14 Sessões da Comissão de Legislação, Justiça, Redação Final, Saúde, Educação e Assistência Social.

Proposituras que tramitaram na Casa: 80 indicações, 11 requerimentos, 54 Projetos de Lei: tramitaram nesta Casa: 32 Aprovados (32 leis sancionadas), 05 Arquivados, 01 Reprovado, 02 Vetados, 02 À Espera de Sanção do Executivo, 08 Em tramitação.  04 Projetos de Resolução, 02 Projeto de Emenda à Lei Orgânica, 11 decretos Decreto Legislativo, 05 Emendas: à LDO, 08 Emendas em Tramitação.

249 Ofícios Enviados.

Total de Receitas e despesas no ano de 2017:
RECEITAS: 1.225.203,15
DESPESAS: 1.171.201,14
Folha de pagamento valor bruto: 589.856,33
Folha de pagamento valor líquido: 417.110,51
Patronal: 184.302,49
Verbas Indenizatórias: 77.210,00
Valor gasto com diárias do Presidente e seu assessor: 12.150,00

Obs: esse balanço foi divulgado na última sessão pelo presidente da Câmara com a exceção do último repasse da prefeitura.

 Welder Ban | Panorama Político
Uma análise da política sergipana como ela deve ser: sem censura!


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir