Segunda, 23.Otu.2017



Por Adiberto de Souza

Prefeitos marajás

Os prefeitos que reclamam da grave crise financeira...


14/09/2017 13:48
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

Os prefeitos que reclamam da grave crise financeira dos municípios sergipanos são os mesmos que, caladinhos, embolsam salários de marajás. Boa parte destes gestores recebe mais de R$ 20 mil mensais, isso sem contar outros imorais benefícios, como a gorda verba de representação, usada ao bel prazer dos indigitados. Enquanto os prefeitos esbanjam regalias, a população que os elegeu sofre com a falta de educação, saúde, segurança, moradia, comida, etcétera e tal. Em resposta às queixas dos eleitores e às críticas da imprensa, os bem pagos administradores municipais juram, em discursos ensaiados, ser o governo federal o único responsável pela grave crise financeira instalada no Brasil e que tanto maltrata os municípios. Aqui pra nós, macaco não olha pro o rabo!

Bomba chiando

O governador Jackson Barreto (PMDB) culpa o Tribunal de Contas da União pela lentidão da obra do Hospital do Câncer, em Aracaju. Ele disse ter comunicado ao TCU que a empresa vencedora da licitação não tinha condições de tocar o empreendimento, “mas o Tribunal não tomou qualquer providência, deixando a bamba em minhas mãos”. Homem, vôte!

Reajuste proibido

São ilegais os reajustes aplicados, em 2015, ao IPTU de São Cristóvão e da Barra dos Coqueiros. Por sete votos contra cinco, o Pleno do Tribunal de Justiça anulou a majoração do tributo nos dois municípios. Tramita no TJ ação idêntica contra o exagerado aumento do IPTU de Aracaju. Antecipando aos fatos, a prefeitura da capital já elaborou projeto de lei congelando o reajuste anual de 30% concedido pela administração passada.

Nem Nem

Cerca de 25% da geração Millennial - também chamada de “Nem Nem” - que compreende jovens nascidos entre 1980 e 1996, está desempregada. Segundo a pesquisa feita pela empresa MindMiners, a maioria desses jovens (68%) aceita empregos que paguem menos ou fora de sua área de formação (82%). O estudo também apontou que quase metade dos entrevistados (47%) não estuda e 34% não estuda e nem trabalha. Todos são vítimas da crise. Aff, Maria!

Tá no páreo

E o ex-presidente Lula da Silva (PT) saiu do depoimento ao juiz Sérgio Moro cantando de galo. Após deixar a Justiça Federal, o Barba voltou a confirmar sua candidatura à presidência da República, em 2018: “Se a elite tem medo que eu me candidate, é bom ficar, porque eu vou”, prometeu. Lula também quer ouvir desculpas dos que “me acusaram injustamente”. Então, tá!

Pelas costas

Indiretamente, o presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá, mandou dizer ao governador Jackson Barreto que a soleira da porta é a serventia da casa. Em mensagem enviada ao portal Nenotícias, o dirigente peemedebista disse que em Sergipe o partido ficará com quem apoia o governo Michel Temer. Também confirmou já ter convidado o deputado federal André Moura (PSC) para assumir o comando do PMDB sergipano. Em outras palavras, Jucá quer ver JB pelas costas. Misericórdia!

Nos ares

O governo de Sergipe e a Gol Linhas Aéreas assinam, daqui a pouco, convênio para a implantação de um voo semanal ligando Aracaju a Buenos Aires. A primeira viagem está prevista para novembro deste ano. Para viabilizar a operação, o governo estadual concedeu incentivo no querosene de aviação, reduzindo a alíquota do ICMS incidente para 6%. Legal!

Violência assusta

O assassinato da professora Ivânia Oliveira, em Campo do Brito, monopolizou os debates ontem na Assembleia. A deputada Maria Mendonça (PP) lembrou que “de janeiro até agora, 45 mulheres já foram assassinadas no estado”. O deputado Georgeo Passos (PT) lamentou a falta de uma política de segurança, enquanto a petista e professora Ana Lúcia disse que a violência contra a mulher começa psicologicamente e termina de forma física, brutal. É vero!

Mala pronta

Embora não acredite que o presidenciável Jair Bolsonaro trocará o PSC pelo PEN, o deputado estadual Robson Viana jura que se isso ocorrer deixa o PEN. Responsável pela organização deste partido em Sergipe, o parlamentar diz que só votará no candidato a presidente apoiado pelo governador Jackson Barreto (PMDB) que, certamente, não será o ultradireitista Bolsonaro. Cruz credo!

Lesma lerda

Ao assumir a Secretaria da Saúde, Almeida Lima (PMDB) prometeu transformar o Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE) em algo tão bom quanto o famoso Albert Einstein, em São Paulo. Almeidinha dizia existir dinheiro de sobra na saúde: “O que faltava era gestão”, gabou-se. Passados mais de seis meses da mirabolante promessa, o HUSE continua na lesma lerda. Crendeuspai!


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir