Segunda, 22.Otu.2018



Por Adiberto de Souza

Já vai tarde

Aconteceu ontem, o que a imprensa anunciava há um mês...


10/05/2018 09:22
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

Aconteceu ontem, o que a imprensa anunciava há um mês: Finalmente, o governador Belivaldo Chagas (PSD) exonerou o secretário da Saúde, Almeida Lima (MDB). O cartão vermelho foi dado após uma série de equívocos cometidos pelo exonerado, a exemplo da inauguração do centro de nefrologia ainda em obras e da humilhação a que ele submeteu uma paciente com câncer. Desde que assumiu o governo, Belivaldo deixou claro para o auxiliar que a porta da rua é a serventia da casa, porém Almeidinha fez ouvidos de mercador. Ao ser empossado no ano passado, o ex-secretário disse que “o problema da saúde não é de dinheiro, mas de é gestão”. Sai, um ano e quatro meses depois, deixando o setor tão ou mais problemático quanto encontrou. Tomara que o médico Valberto Lima, sucessor de Almeida, seja menos falastrão e mais focado em minorar o sofrimento de quem depende da falida saúde pública. Oremos!

Pronto pra guerra

Após um curto período de descanso, o ex-governador Jackson Barreto (MDB) recomeça a caminhada política de olho no Senado. A quem pensa que os 74 anos, completados domingo último, incomodam JB, ele adverte: “Tenho boa saúde e uma história da qual não me arrependo de nada. Quem sabe, sim, me arrependa daquilo que ainda não fiz e posso fazer”. Marminino!

Bem na fita

E o PT sergipano pode ter dois nomes na chapa majoritária encabeçada pelo governador Belivaldo Chagas (PSD). A depender do “Galeguinho”, sua parceira de chapa como candidata a vice será a petista Eliane Aquino, enquanto Rogério Carvalho disputará o Senado. Ou o PT do ex-presidente Lula da Silva está por cima da carne seca ou tá faltando nomes fortes para enfrentar a oposição. Homem, vôte!

Abra o olho

A cada 15,9 segundos ocorre uma tentativa de fraude através do roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios. Segundo o Indicador Serasa Experian, entre as tentativas de golpe, a principal é a emissão de cartões de crédito obtidos com identificação falsa ou roubada. Cruz credo!

Droga mortal

A sociedade precisa se sensibilizar com a dor de milhares de pais, impotentes com os efeitos maléficos que o crack causa em seus filhos. A ação dessa droga violenta vem se alastrando em Sergipe. Na medida do possível, a Polícia tem feito a sua parte, prendendo traficantes e retirando boas quantidades de crack do mercado, porém isso não tem sido suficiente. É preciso que todos se unam contra esse terrível mal, antes que nada mais possa ser feito para salvar nossa juventude. Ó Céus!

Avaliando o terreno

Quem estará em Aracaju na próxima segunda-feira, é o presidenciável Guilherme Boulos (PSOL). Vem conversar com o pré-candidato a governador pelo partido, Márcio Souza, sobre as chances de ambos no pleito de outubro. De olho numa cadeira no Senado, Jossimário Mick acha que só o PSOL tem condições de “romper com esse ciclo vicioso de poder, que se altera em Sergipe”. Então, tá!

Tudo ao seu tempo

Perde tempo quem estiver pensando em pautar o governador Belivaldo Chagas (PSD). Pelo menos é o que pensa o deputado federal pessedista Fábio Mitidieri. Segundo ele, as horas no relógio da situação não serão marcadas pelo gosto da oposição. “O governador fará as mudanças que entenda ser importantes no seu tempo. Quem tiver que sair, irá sair e quem tiver que ficar, idem”. Ah, bom!

Desconfiados

Dois em cada 10 brasileiros vítimas de crimes e ofensas, como agressões, discriminação e furtos, procuraram a Polícia para registrar a ocorrência. Pesquisa do Ministério da Justiça revela que aproximadamente 80% dos entrevistados confiam pouco ou não confiam na polícia. Segundo o estudo, os casos em que as vítimas procuram menos a Polícia são discriminação (2,1%), ofensa sexual (7,5%), fraudes (11,6%) e agressões (17,2%). Vixe Maria!

Jardim sem infância

O pré-candidato a governador Mendonça Prado (DEM) segue afinando o discurso para a campanha eleitoral. Segundo ele, as crianças sergipanas foram abandonadas pelo governo. “Sergipe virou uma fábrica de dependentes químicos. Esse também é o motivo das altas taxas de violência”. Danou-se!

Festa cancelada

Um churrasco programado para a tarde de ontem foi cancelado em cima da hora. Motivo: a Polícia prendeu os três organizadores da festa, após eles terem furtado duas peças de picanha maturada. A carne foi devolvida ao açougue, a farra suspensa e os três safados guardados no xadrez, onde se deleitam com quentinhas frias e bem menos apetitosas. Cruzes!


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir