Quinta, 19.Jul.2018



Por Adiberto de Souza

Herdando terra arrasada

É de terra arrasada a situação do Estado que o governador...


03/04/2018 11:14
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

É de terra arrasada a situação do Estado que o governador Jackson Barreto (MDB) vai entregar ao sucessor Belivaldo Chagas (MDB). Não fossem todos os incontáveis problemas da administração pública, o falido cofre está lacrado porque o governo descumpriu o contrato de renegociação da dívida com a União. Quer dizer, nem as aposentadorias e os salários atrasados podem ser pagos, muito menos as dívidas com a indústria, comércio e prestadores de serviço. Mas não é só isso: Sergipe ostenta o terrível título de estado mais violento do país, a educação foi reprovada, a saúde anda doente, as rodovias esburacadas assemelham-se a tábuas de pirulito, obras públicas estão paralisadas e empresas importantes fecham suas unidades em Sergipe, aumentando o desemprego e a miséria. Vice-governador, Belivaldo Chagas receberá em silêncio o pesado fardo e terá que encontrar um bom discurso para justificar sua reeleição em outubro. Taí uma missão quase impossível.

O Rio é aqui
Sergipe insiste em preservar o título de estado mais violento do país. Para quem não acredita nesta terrível realidade, basta ver as estatísticas da Polícia. Somente no último final de semana, 17 pessoas foram assassinadas em Sergipe. Some-se à esta carnificina os inúmeros assaltos, arrombamentos, roubos de carros e outros pequenos delitos. Socorrrrro!

Novo comando
A advogada Luciana Déda será empossada hoje na presidência do Detran. Diretora de atendimento e gerenciamento da autarquia há três anos, ela substitui Sampaio Kühl. A posse de Luciana deve ser a última da administração Jackson Barreto, que renunciará o governo esta semana para concorrer ao Senado.

CPI do ato falho
Ao declarar que os R$ 567 milhões do Proinveste foram usados para pagar salários, o governador Jackson Barreto (MDB) atiçou a oposição. Segundo o deputado estadual Georgeo Passos (PTC), a Assembleia deve abrir uma CPI para investigar a confissão de JB, mesmo ele tendo revelado depois que cometeu um ato falho. Como a bancada governista é majoritária no Legislativo, a vontade de Passos não se concretizará. Marminino!

Falando ao vento
A depender da deputada estadual petista Ana Lúcia, o PT deve romper com o governador Jackson Barreto. A tendência Articulação de Esquerda, da qual a parlamentar faz parte, já rompeu com JB há muito tempo, porem ela acha que os demais petistas também deveriam dar uma banana podre ao governador. Pelo andar da carruagem, a combativa Ana Lúcia não será ouvida pela cúpula do PT sergipano.

Graham Bell 0800
Consumidores de Sergipe e outros 11 estados continuarão a fazer ligações locais e de longa distância nacionais de forma gratuita a partir de orelhões da Oi. As chamadas para telefones fixos e celulares não serão cobradas durante os próximos seis meses, ou seja, até 30 de setembro. A medida é continuidade de uma punição aplicada pela Anatel à Oi em outubro de 2017. Bem feito!

Nova aracajuana
A jornalista Maristela Niz é a mais nova filha de Aracaju. Aprovado por unanimidade, o Título de Cidadã será entregue nesta terça-feira, durante sessão solene do Legislativo municipal. A competente repórter da TV Sergipe é paulista de nascimento, mas reside em nossa capital desde a adolescência. Homenagem justa!

Galeguinho festeiro
O vice-governador Belivaldo Chagas (MDB) promove duas festas esta semana. Na sexta-feira, reúne amigos e aliados na Assembleia para oficializar a filiação dele ao PSD. No sábado, comemora a posse como governador de Sergipe, em substituição a Jackson Barreto, que renunciará para disputar uma cadeira no Senado. Depois das festanças, Belivaldo vai trabalhar duro para, se for a vontade da maioria dos sergipanos, comemorar a reeleição em outubro.

Aplausos comunista
E o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) prestigiou a posse do novo ministro da Saúde, Gilberto Occhi (PP). O comunista ressalta que desde que tomou posse, a Caixa Econômica Federal - dirigida por Occhi até a semana passada - se tornou uma parceira da Prefeitura de Aracaju, “emprestando os recursos usados para a retomada de obras importantes em toda a cidade”. Então, tá!

Troca-troca
Quem pretende disputar as eleições de outubro só tem até sexta-feira para trocar de partido. Nem precisa dizer que é grande a agitação no meio político. Há até denúncias contra lideranças que estariam correndo o estado com a mala preta para comprar o passe de pré-candidatos supostamente abastados de votos. Misericórdia!


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir