Segunda, 23.Otu.2017



Troca de tiros tem 3 mortos, criança ferida e 4 presos

Rocinha, na zona sul do Rio, voltou a registrar tiroteios a partir do começo da tarde.


23/09/2017 20:22
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

A troca de tiros no Rio de Janeiro neste sábado (23) já conta com pelo menos três suspeitos mortos, uma criança ferida, outros quatro homens presos e 25 fuzis apreendidos, segundo balanço da Polícia Militar do Estado. Após o registro de tiros durante a madrugada, a Rocinha, na zona sul do Rio, voltou a registrar tiroteios a partir do começo da tarde.

Militar faz patrulhamento na Rocinha após novos tiroteios. Foto: ROMMEL PINTO/FUTURA PRESS/

Os primeiros tiros, que aparentemente ocorriam na parte alta da comunidade, duraram cerca de dez minutos, por volta das 13h, e obrigaram militares e jornalistas a se abrigarem na 11ª DP, que fica no pé da favela. Ainda não há informações sobre o que teria desencadeado o tiroteio. A Polícia Militar trocou tiros com suspeitos em pontos do Alto da Boa Vista, Tijuca e Santa Teresa. Nos dois primeiros casos, a Polícia Civil confirmou a suspeita de
vínculo com os conflitos na Rocinha.

No Alto da Boa Vista, dois homens foram mortos e dois, presos, segundo a Polícia Civil. Foram apreendidos dois fuzis. Uma criança de 13 anos foi baleada e levada para o Hospital Souza Aguiar. Na Tijuca, uma pessoa foi morta em confronto com a PM e outra, presa. Apesar dos novos confrontos, o comércio abriu na manhã de hoje na região da Rocinha. Nos acessos à comunidade, dezenas de carros e tanques do Exército reforçam a segurança. Uma blitz de militares foi montada na estrada da Gávea.

Homens do Exército utilizam drone para monitorar a região. No começo da manhã, a Polícia Militar informou a apreensão pelo Bope (Batalhão
de Operações Especiais) de cinco fuzis após criminosos em um táxi entrarem em confronto com os policiais.

Fonte: UOL.


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir