Domingo, 16.Dez.2018



Tomógrafo do Hospital Regional de Itabaiana começa a ser instalado

Com o aparelho, o hospital de Itabaiana agilizará ainda mais o diagnóstico, tratamento e resolutividade dos casos atendidos na unidade.


07/03/2018 12:34
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

O tomógrafo, adquirido com recursos próprios do Estado, encaminhado para o Hospital Regional de Itabaiana, já está sendo instalado e, em breve, estará operando e oferecendo mais serviços de saúde à população do agreste sergipano e regiões circunvizinhas.


“O equipamento começou a ser instalado e essa fase, segundo os técnicos, é rápida. Quando a instalação for concluída, uma equipe da Siemens – fabricante do tomógrafo – irá à unidade para avaliar o funcionamento do aparelho. Em breve, estaremos com o tomógrafo operando, o que trará melhorias importantes para os serviços do hospital”, disse o superintendente da unidade, Darcy Tavares.

Darcy ressalta ainda que, com o aparelho, o hospital de Itabaiana agilizará ainda mais o diagnóstico, tratamento e resolutividade dos casos atendidos na unidade. “O hospital avançará muito com o tomógrafo e ofereceremos mais serviços de saúde à população”, afirma o superintendente. A unidade atende em média dez mil pacientes por mês e realiza 200 procedimentos cirúrgicos.

Obras

O hospital, além do tomógrafo, está recebendo diversas melhorias. O prédio, que fica anexo a unidade e que estava desativado há quatro anos, foi reformado pela atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e, hoje, nele já funciona o Centro de Especialidade do regional, com vários consultórios médicos. Agora, os serviços estão concentrados na ampliação da recepção do Pronto Socorro, onde pacientes e acompanhantes terão mais comodidade.

O espaço de fisioterapia do hospital, que está desativado há cerca de três anos, também será reformado e reativado. “Os pacientes que estão internados no hospital, seja na UTI ou em enfermaria, fazem fisioterapia regularmente, mas os usuários que são ambulatoriais estão sem este serviço há anos por problemas de infraestrutura. Mas o espaço destinado à fisioterapia também será reformado e reativaremos este serviço ambulatorial para beneficiar a população como um todo. E mais, a reforma do hospital possibilitará a ampliação de leitos”, conta o superintendente.

Por ASN.


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir