Quinta, 13.Dez.2018



Deputados federais custam R$ 1,1 bilhão aos cofres públicos

Valores individuais pagos à bancada sergipana somam mais de R$ 2 milhões.


23/03/2018 12:09
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

O site Congresso em Foco fez um levantamento com base nos valores atualizados dos benefícios dos parlamentares na Câmara Federal e calculou os gastos produzidos aos cofres públicos pelos parlamentares brasileiros. Somando o salário de R$ 33.763; mais auxílio-moradia de R$ 4.253 ou apartamento de graça para morar; somado a verba de R$ 101,9 mil para contratar até 25 funcionários; verbas de R$ 30.788,66 a R$ 45.612,53 por mês para gastar com alimentação, aluguel de veículo e escritório; são algumas das benesses que representantes do povo tem para desempenhar o mandato.

Se somar todas as despesas provocadas pelas excelências, cada um deles custa ao contribuinte R$ 2,14 milhões por ano, ou R$ 179 mil por mês. Somadas as despesas com todos os 513 integrantes da Câmara, as despesas chegam a R$ 91,8 milhões todo mês. Ou R$ 1,1 bilhão por ano.

No caso dos deputados federais sergipanos, de acordo com o Congresso em Foco, as despesas anuais geradas totalizam cerca de R$ 2 milhões. Um fato curioso neste caso é que as cotas parlamentares de Sergipe supera a de São Paulo, em que os conterrâneos recebem mais de R$ 40 mil enquanto a bancada paulista embolsa cerca de R$ 37 mil.

Talvez estas mordomias expliquem a vontade de continuar na Câmara de muitos deputados. E levando em consideração que é o eleitor/contribuinte que os conduz até Brasília, através do voto, é bom ficar atento na hora de escolher os representantes em outubro próximo.


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir