Sábado, 17.Nov.2018



ISTOÉ: Deputados condenados pelo TRE-SE podem disputar novas eleições

Deputados deveriam estar inelegíveis, mas recorreram ao TSE.


01/05/2018 20:04 - Atualizado em 01/05/2018 20:15
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

A edição 2523 da Revista ISTOÉ, destaca os processos contra os deputados sergipanos  condenados em 2014, no esquema irregular de repasse de recursos para instituições filantrópicas.

São 20 recursos, que estão nas mãos do ministro Luiz Fux aguardando julgamento.  De acordo com a revista, o esquema tinha semelhança com parte do que se viu no escândalo do Orçamento. Os deputados foram condenados pelo TRE sergipano pelo repasse para instituições fantasmas.

De acordo com a Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE), cada deputado teria usado em benefício de suas candidaturas nas eleições de 2014 cerca de R$ 1,5 milhão aplicados em supostos programas sociais.

Na quarta-feira (25/04), os deputados estaduais Augusto Bezerra (DEM) e Paulinho da Varzinhas (PSC) foram condenados a 12 anos, sete meses e um dia de prisão, além de pagamento de multa. Porém, os demais cometeram crimes semelhantes, e já estão em pré-campanha para nova eleição.


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir