Segunda, 19.Nov.2018



Após prisões em Itabaiana, matadouro municipal é fechado e caos se instala

Fechamento ocorre após operação.


07/11/2018 18:30
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

Centenas de famílias que sobrevivem do Matadouro Municipal de Itabaiana tiveram os trabalhos comprometidos. A decisão vem depois da operação realizada pelo Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deotap), realizada na manhã desta terça-feira, 7, que culminou na prisão temporária do prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, do secretário de Agricultura, Erotildes de Jesus, e demais pessoas do município.

Com o Matadouro sendo fechado, como tudo indica, os principais prejudicados são os trabalhadores, que tiram do local o sustento familiar. O Matadouro vinha passando por grandes transformações na gestão de Valmir de Francisquinho, que inclui melhorias de trabalho, principalmente para fateiras e magarefes.

O Matadouro Municipal deixou a imagem de um local insalubre para se tornar uma referência em infraestrtutura, maquinário e higiene, chegando a superar a qualidade de grandes frigoríficos particulares. Mais de R$ 7 milhões de reais, parte de recursos próprios do município, vinham sendo aplicados na reforma e ampliação do Matadouro.

A população local, que respaldou Valmir nas urnas nos últimos 4 pleitos (2012, 2014, 2016 e 2018) está em choque. Valmir tem a melhor avaliação dos últimos tempos entre todos os ex-gestores do município.


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir