Sábado, 18.Nov.2017



Sukita é condenado a mais de 13 anos de prisão por corrupção eleitoral

A decisão prevê ainda o pagamento de 32 dias-multa, no valor de um salário mínimo vigente à época do fato. Defesa do ex-prefeito de Capela vai recorrer.


25/04/2017 17:34 - Atualizado em 25/04/2017 17:42
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

O ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita Santos, foi condenado a pena privativa de liberdade total de 13 anos, nove meses e 15 dias de reclusão, em regime inicial fechado, pelos crimes de corrupção eleitoral, desvio de verbas pública e autorização de despesas não previstas em lei. 

A decisão foi da juíza da 5ª Zona Eleitoral de Capela (SE), Andréa Caldas Souza Lisa, após denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado de Sergipe, através da promotoria de Justiça. O órgão acusou o ex-prefeito de distribuir dinheiro em troca de votos com o objetivo de favorecer a campanha política, em 2012. Além do ex-prefeito foram condenados quatro ex-secretários pelos mesmos crimes.

A defesa alega que ainda não foi publicada a decisão na edição do Diário da Justiça Eleitoral de segunda-feira (24), e diante da possibilidade de recurso, será feito o mais breve possível.

Drogaria_rezende

Compartilhar no Whatsapp
Imprimir