Quarta, 13.Dez.2017



Ministro nega pedido de prisão contra Aécio Neves e determina que ele retorne ao Senado

Tucano foi denunciado por corrupção passiva e suposta tentativa de obstrução à Justiça.


30/06/2017 12:47 - Atualizado em 30/06/2017 12:48
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

Aécio não será preso, mas está impedido de deixar o país (Foto: reprodução)

Por Iane Gois

Por decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), o senador afastado Aécio Neves (PSDB) retomará o exercício das atividades parlamentares. A permissão, concedida nesta sexta (30), tem valor imediato.

Além da autorização pelo retorno de Aécio, Marco Aurélio deliberou também pela negativa do pedido de prisão contra o senador feito pela Procuradoria Geral da República (PGR), mas proibiu que o tucano deixe o país ou mantenha contato com outros réus ou investigados no processo.

Aécio Neves estava afastado desde 18 de maio, decisão esta do ministro Edson Fachin, e é acusado de corrupção e tentativa de barrar a Lava Jato.

banner topo

Compartilhar no Whatsapp
Imprimir