Sábado, 18.Nov.2017



Sergipanos reclamam do fechamento das Farmácias Populares

"Mais uma vez o povo fica de fora dos Programas Sociais, diz usuário sobre decisão do governo Temer.


17/07/2017 09:44 - Atualizado em 17/07/2017 09:50
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

Por Iane Gois

A decisão do presidente Michel Temer (PMDB) de acabar com o repasse de verbas federais para o Programa Farmácia Popular do Brasil e o consequente fechamento das unidades em todo o país estão sendo alvo de contestação por parte de usuários que tinham acesso mais viável financeiramente à medicamentos para controle de hipertensão, diabetes, asma, doenças nefróticas, distúrbios de natureza psiquiátrica, e outras patologias. 

Exemplo da insatisfação foi o relato de Jorge Correia, que procurou a redação do portal para apresentar sua indignação. Segundo ele, que é hipertenso, depressivo, e necessita fazer o uso de medicação controlada, até o início de julho os remédios eram adquiridos com preços acessíveis nas Farmácias Populares, mas a deliberação governamental mais uma vez fez com que o “povo ficasse de fora dos programas sociais”.

A dona de casa Eliana Oliveira, de 65 anos, reafirma a reclamação e vai além quando diz que “nem nos postos de saúde se pode ter a esperança de retirar o remédio que se precisa”, denunciando o que é realidade em muitas prefeituras do estado: a carência no setor de atenção básica.

Com mais de 100 itens dispostos, as farmácias que integravam o Programa dispensavam o medicamento pelo valor de custo, chegando a oferecer desconto de 90% quando comparado ao preço de mercado, serviço agora disposto somente nas farmácias do Aqui tem Farmácia Popular.

De acordo com o Ministério da Saúde, com o fim do repasse para custeio das unidades o investimento, orçado em cerca de R$ 100 milhões, será remanejado através do aumento no repasse para os Municípios, que de R$ 5,10 por habitante passarão a receber R$ 5,58, o que aumenta o compromisso dos gestores em manter dia o estoque de remédios.

O fato é que, deixando de financiar o Programa, o governo federal fez uma jogada de mestre e coloca nas mãos dos gestores municipais um compromisso ainda maior para com a saúde pública.

Drogaria_rezende

Compartilhar no Whatsapp
Imprimir