Terça, 12.Dez.2017



Motorista de transporte escolar acusado de estuprar criança é preso em Aquidabã

Após o crime, acusado ligou para os pais da vítima e tentou corrigir a ação sugerindo casamento, segundo delegado.


17/07/2017 10:21 - Atualizado em 17/07/2017 10:22
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

Geni Vieira Júnior, acusado de estuprar criança de 12 anos no município sergipano
de Aquidabã (Foto: PC/divulgação)

Por Iane Gois

Acusado de estuprar uma estudante de 12 anos, o motorista de ônibus que faz transporte escolar em Aquidabã identificado como Geni Vieira Júnior, de 29 anos, foi preso por agentes da polícia civil no município.

De acordo com informações veiculadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-SE), o crime teria ocorrido no último dia 20 de junho, quando a vítima se encontrava defronte à escola em que estuda e foi abordada pelo acusado que, sob ameaças de morte, determinou que ela subisse na moto.

“A rigor, o acusado falou que se a vítima não lhe obedecesse, ele mataria seus pais. Assim, a garotinha, sem alternativa, submeteu-se à ordem do acusado, que a levou para uma estrada deserta, onde, com emprego de intimidações (tirar a vida dos seus genitores), a estuprou”, explicou o delegado responsável pelas investigações, Wanderson Andrade.

Ainda conforme o delegado, após a consumação do crime a menina foi deixada em uma praça e seguiu para casa. A roupa suja de sangue marcava a perda da virgindade de forma violenta, comprovada posteriormente pelo exame pericial realizado no Instituto Médico Legal (IML).

Uma conversa telefônica gravada pelos pais da criança, segundo Wanderson, comprova a autoria do delito. “O acusado ainda teve a petulância de ligar para os pais da menor, dizendo que poderia corrigir seu ato abjeto, se casasse com a menina de 12 anos que violentou. Essa conversa foi gravada pelos genitores da vítima e será entregue à Justiça”, finalizou o delegado.

 

banner topo

Compartilhar no Whatsapp
Imprimir