Sábado, 18.Nov.2017



Professor Vasko: da vanguarda ao neologismo. Ou do homem que desbravou o sertão e suas tradições

Homenagem ao Professor Vasko, o mais novo cidadão sergipano.


28/03/2017 23:30 - Atualizado em 28/03/2017 23:32
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

"Veni, vidi, vici": vim, vi e venci. Tomamos emprestado a conhecida expressão latina atribuída ao general e imperador romano Júlio César por conta da vitória militar na Batalha de Zela, para, sem exagero, homenagear o mestre, imortal, escritor, jurista, jornalista, pesquisador, (ufaa) Francisco Chagas Vasconcelos, carinhosamente conhecido por professor Vasko.

Fotos: Mike Christian Santos.

Cearense, como José de Alencar, o da "virgem dos lábios mel", quis os desígnios da vida que logo cedo viesse parar nas terras do Cacique Serigy, que segundo lenda profetizou que nada aqui ia vingar. Sua trajetória vai além de um curriculum lattes. Foi na práxis que ele se forjou. 

Laborou ainda bem jovem e teve em seu aguçado gosto pela investigação e pesquisa da simbiose perfeita entre os saberes populares e acadêmicos. Vanguardista, Francisco tem sido um mecenas moderno e cria, produz e cultua ações que valorizam e eternizam a memória e as tradições do povo sergipano, especialmente os sertanejos. Tanto fez por merecer que os louros da vitória e o reconhecimento pelo brilhantismo chegam em vida. A homenagem recebida nesta segunda-feira, 27, quando a Assembleia Legislativa de Sergipe lhe concedeu o título de Cidadão Sergipano, é, em certa medida a expressão máxima de que ele já figura entre aqueles protagonistas da história de Sergipe. 

A equipe do Portal Sergipenet também se soma a muitos, inúmeros admiradores deste baluarte da cultura erudita e popular sergipanas. E neste texto, expressamos nossos votos de vida longa com mais altivez e inquietações. Obrigado, PROFESSOR.

Drogaria_rezende

Compartilhar no Whatsapp
Imprimir