Domingo, 24.Set.2017



Farra das Passagens: Políticos sergipanos estão na mira do MPF

Em Sergipe, o inquérito atinge partidos como o PMDB, PT, DEM, PSB.


30/08/2017 09:23
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

O Ministério Público Federal pretende cobrar a devolução de mais de R$ 50 milhões de cerca de relação 500 políticos pelo uso indevido ou injustificado da cota de passagens aéreas da Câmara entre 2007 e 2009. Desses, menos de 200 exercem atualmente mandato no Congresso, seja como deputado ou senador. De acordo com a procuradora Sara Moreira Leite, estão na lista políticos que atualmente ocupam cargos de ministros, governadores, ministros do Tribunal de Contas da União, além de prefeitos. A ação diz respeito ao período em que todos eram deputados.

Em Sergipe, o inquérito atinge partidos como o PMDB, PT, DEM, PSB. Na relação constam o ex-governador Albano Franco, o suplente de deputado Mendonça Prado, o vereador de Aracaju Iran Barbosa, o ex-vice-prefeito de Aracaju José Carlos Machado, o ex-deputado Jerônimo Reis, e o ex-deputado Pedrinho Valadares, morto em 2014 vítima de tragédia aérea.

Dos sergipanos com mandato aparecem o Governador Jackson Barreto, o senador Eduardo Amorim e o deputado federal Valadares Filho. Além disso, apenas Jerônimo Reis é alvo de uma denúncia criminal.


Compartilhar no Whatsapp
Imprimir